Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2016

É fácil matar?

Pergunta um pouco sugestiva, não acham? Pois bem, no título da obra da Rainha do Crime, Agatha Christie esta frase não é uma pergunta e sim, uma afirmação.
   Durante o livro há diálogos em que muitas vezes, os personagens se fazem esta pergunta: "É fácil matar?", talvez você inocente leitor que nunca viu sequer um atropelamento de um rato no trânsito pode achar que matar, de fato pode ser algo bem difícil, mas lendo este livro sua opinião vai mudar - tenho certeza disso.
   Então, vamos à história Tudo começa quando um ex-policial aposentado chamado Luke Fitzwillian, senta-se ao lado de uma senhora do trem, que se chama sra. Pinkerton. A tal senhora estava disposta a ir até a Scotland Yard - para quem não sabe a Scotland Yard é a sede central ou o quartel general da polícia Metropolitana de Londres - para realizar uma denúncia contra um assassino em série que vivia nas bandas de Wychwood-under-Ashe, região no qual a sra. também habitava. Ela disse que precisava impedir q…

Primeiro dia de aula: O ano começa e os sonhos esquisitos também

Por mais que eu já esteja no segundo ano de sua faculdade, ainda assim, sinto um certo "frio na barriga", quando iniciam as aulas. E hoje foi mais um dia daqueles.
   Rumo à capital, sem congestionamento, um executivo lotado, com o fone de ouvido falhando, eis que reflito a respeito de toda a minha vida, dos meus sonhos, do que irei encontrar pela frente e principalmente aonde vou chegar com este sonho de TI.
   Mas enfim, Porto Alegre continua a mesma, um cidade que se reconstrói depois de praticamente um furacão e ônibus novos, sim, coletivos por deveras agradáveis aos olhos - eu gosto de cores vivas. E a faculdade também, as reformas não ocorreram e os colegas com seus semblantes calmos, felizes e repletos de esperança para que este ano seja melhor que o outro. A aula foi bem interessante, o professor bem divertido (beauty), as atividades interessantes, o que me levou a ir até a biblioteca locar um livro sobre a disciplina.
   Porém nada na minha vida é normal. Algo mu…

Coisas que acontecem comigo: Season 19

Eu gostaria de ter anotado todas as situações inusitadas que passei ao longo destas dezenove temporadas da série que se chama vida. Mas infelizmente, durante muitos anos dela me mantive calada em relação aos fatos estranhos que ocorriam. E hoje, resolvi falar abertamente a respeito disso ...
   É um caso de agressão? Ou quem sabe fantasmas? Ou eu fui convidada para estudar em Hogwarts, talvez? Nada disso. Como eu já falei anteriormente, sempre fui a diferentona das situações, mas desta vez eu fui apenas uma grande espectadora de uma cena demasiadamente inusitada.
   Vamos aos fatos: Sábado a tarde eu estava entrando na igreja - pois eu estava reunida com o grupo de jovens - e eis que de repente vejo um senhor me acenar. Olho com mais calma, penso e repenso "Quem é aquele senhor? Ah, sim, meu professor de história do ensino médio" e fui até lá cumprimentá-lo.
   Antes de desenrolar o restante do acontecimento, quero falar a respeito deste meu professor. Como eu sempre dig…

Quando o peso da idade pesa sobre você

No final do ano eu faço vinte anos - mas já sinto-me como seu eu tivesse vinte - e por mais que você pense que ainda estou na flor da idade, ocorreram situações/fatos/consequências (como você achar melhor) que fizeram com que eu percebesse que estou ficando velha.
Assim como Dorian Gray que começou a chorar desesperadamente por saber que um dia ficaria velho, eis que uma noite me deparo com o simples fato de que faltam dez anos para eu fazer trinta, o que me levou às lágrimas também.
Por mais que você possa achar que isto é uma grande neura produzida pela minha cabeça, há situações que comprovam que sim, desde que 2016 começou, meu processo de amadurecimento resolveu dizer "adeus" e deu lugar ao processo de envelhecimento.
Primeiramente comecei a perceber que meu óculos parecia estar fraco, fui ao oftalmo e após 5 anos de uso de óculos com apenas o olho direito sofrendo de Estigmatismo, descubro que esquerdo está começando a sofrer do mesmo problema.
Segundo, quando um garo…

O encontro com aquela que me ensinou a gostar de livros

Bom meus caros leitores, fazia alguns dias que eu não escrevia nada por aqui pelo simples fato de ocorrerem momentos em que eu fico com uma certa "fobia" de escrever. Quero explicar um pouco melhor sobre isso, esta minha "fobia", se trata de um profundo medo de escrever alguma besteira, de escrever algo extremamente ruim e sem sentido, com erros de ortografia tão graves que pudessem acabar com a minha promissora carreira que ainda não começou. Mas enfim, como toda a neura que vem repentinamente, vai embora da mesma forma.
Neste último Sábado, na Missa, tive o profundo prazer de encontrar uma das pessoas que mais me incentivaram a gostar de literatura: a bibliotecária da minha escola no ensino fundamental. Considero como a minha primeira bibliotecária, porque as demais eu jamais lembro e ela com certeza, mais que uma funcionária da biblioteca, fui capaz de criar para com ela uma grande amizade.
Ela reservava livros que no ponto de vista dela eu poderia gostar e eu r…

O Mágico de Oz: um conto infantil que agrada todas as idades

Resolvi deixar de uma vez por todas o meu preconceito com livros cuja origem não sejam inglesas. Por isso, resolvi entrar de cabeça neste conto infantil americano, chamado "O Mágico de Oz". E após o fim da leitura o que eu pude me questionar? Me perguntei incessantemente: "Por que meus pais nunca me deram este livro? Por que privar uma criança de ler tal conto?"
   No Brasil, conhecido como "O Mágico de Oz" de Lyman Frank Baum, tem seu nome original "The Wonderful Wizard of Oz" ou seja, "O Maravilhoso Feiticeiro de Oz". Conta a história da pequena Dorothy, que mora no Kansas com sua tia Em e seu tio Henry e por causa de um ciclone, ela é transportada, juntamente com seu cachorro Totó e sua própria casa  - pasmem - para o Terra de Oz.
   Lá, ela conhece vários amigos, como o Lenhador de Lata, o Espantalho e o Leão Covarde. Todos eles levavam consigo o mesmo objetivo: realizar seus sonhos. O sonho de Dorothy era voltar para o Kansas, …

As Memórias de Sherlock Holmes de Sir Arthur Conan Doyle

Com toda esta maratona literária tive a oportunidade de ler "As Memórias de Sherlock Holmes", uma obra que assassinou todo o meu preconceito contra best-sellers e fez com que eu conhecesse a personalidade de um dos detetives mais famosos do mundo literário e do cinema.
   "As Memórias de Sherlock Holmes" com certeza, é um livro destinado àqueles já leram toda a obra de Sherlock. Mas todos sabem que comigo as coisas sempre são diferentes, comecei pelo último livro. A obra contém doze casos do detetive ao lado do seu grande amigo Dr. Watson.
   Dentre os casos podemos destacar "A Caixa de Papelão" no qual uma senhora que aparentemente tinha uma vida pacata e tranquila, recebe pelo correio uma caixa com duas orelhas (destacando que as orelhas eram de pessoas diferentes). Além de "O Tratado Naval" que foi um caso em de importância mundial no qual Holmes teve a sua participação. E por último "O Problema Final", caso no qual culminou a mo…

Agatha Christie's Poirot: A série

Como muitos de vocês sabem (ou devem saber) eu sou uma fã assídua da autora britânica Agatha Christie. E um dos seus mais famosos personagens é o detetive belga, com um bigode por deveras interessante chamado Hercule Poirot.

   Nas minhas pesquisinhas incessantes em busca de uma atração televisiva de qualidade, encontrei a série "Agatha Christie's Poirot", que conta alguns casos intrigantes que o detetive investiga.
   Ao lado do seu sócio e amigo capitão Hastings, os dois investigam diversos casos de assassinato, sequestro, entre tantas outros mistérios que um detetive investiga. A série tem uma dose de comédia, principalmente quando o capitão Hastings age de forma atrapalhada, sendo alvo de alguma piada por parte de Poirot.

   Ao pesquisar um pouco mais sobre a série, descobri que ela foi lançada em 1989 e durante sua gravação, ocorreram grandes períodos de interrupção entre uma temporada e outra. A atração teve um total de treze temporadas, tendo sua última exibida…

Carnaval, calor e fim de férias

Bom, como todo o ano em meus antigos blogs eu fazia um post falando sobre isso, desta vez não será diferente. Mas como em todo o ano eu falo as mesmas coisas, desta vez quero tentar abordar algo sociologicamente diferenciado, desbravando um outro aspecto da sociedade. Blá-blá-blá Whiskas sachê ... vamos ao que interessa.
"Carnaval: momento de alegria, curtição (pois ainda há pessoas que falam isso!), sexo, drogas, samba, axé, ninguém é de ninguém, beijos ....". Isto é o que a sociedade intitula de Carnaval.
"Carnaval: um final de semana quente que eu utilizarei para cuidar dos meus gatos e ler meus livros". Isto é o que eu intitulo de Carnaval.
A sociedade tem suas várias formas de celebrar as festas e por mais que eu tenha gastado durante anos da minha vida muita energia escrevendo textos criticando toda esta cultura que na minha opinião é promíscua, simplesmente cansei de falar do assunto. Para mim pouco importa o que as pessoas fazem ou deixam de fazer. Não me im…

O Tempo e o Vento - Parte 1 - O continente volume 1

Neste início de mês, deixei um pouco de lado os clássicos da literatura inglesa e resolvi desbravar uma história que é bem próxima do meu cotidiano. Um romance que inclusive fala da minha cidade, Viamão e que me fez despertar um grande interesse pela história do estado do Rio Grande do Sul. Eu estou falando de "O tempo e o vento" de Erico Verissímo, no qual ficou conhecida nacionalmente. 
Primeiro, gostaria de contar o que me levou a ler este livro. Uma boa recomendação da vlogueira Tati Feltrin e também por perceber que não poderia ficar em uma "redoma de livros estrangeiros" (principalmente ingleses), por isso resolvi me desafiar.
Ao iniciar minha pesquisa prévia sobre o livro - porque acredito que todas as pessoas que queiram ler algo desconhecido façam o mesmo -  descobri que "O tempo e o vento" é uma trilogia, na qual cada uma tem dois volumes.
A primeira parte da trilogia é "O Continente" e o que li foi o volume 1 (irei ler o volume 2 em b…

Das grandes expectativas dos cinema em 2016

Desde que o sol começou a raiar em 2016, diante de todas as minhas crises existenciais, choros, alegrias, euforias, uma das grandes expectativas que me fizeram levantar para mais um dia foi saber que há uma lista magnífica de filmes que serão lançados neste ano.
Sim, este ano é aquele que ficará na história por filmes incríveis que serão lançados. E este será o ano em que eu irei no cinema e não esperarei pela disponibilidade dos amigos, tampouco esperar conseguir um namorado para me acompanhar, pois eu entrarei na lista das "meninas solteiras que vão ao cinema sozinhas" e me orgulho disso.
E continuando a falar sobre os filmes deste ano, dois deles me chamaram muito a atenção. E já aviso de antemão às pessoas que zelam pela minha presença nos locais que "nada neste mundo irá me impedir de ir ver estes filmes nas suas estreias". E lá vamos nós para falarmos deles:


Como Eu Era Antes de Você - Para quem não sabe este filme será uma adaptação do livro de Jojo Moyes, qu…

Ricki and The Flash: De Volta para Casa

Quando você pensa que Meryl Streep não vai mais surpreender você, eis que ela vem e faz uma atuação fantástica como essas. E o que eu posso dizer? Que tudo foi IM-PE-CÁ-VEL!!! Ricki é uma mulher de muita personalidade que à noite canta em uma banda de rock chamada The Flash e durante o dia trabalha como caixa em um supermercado.
Desde sempre determinada a ir em busca de seus sonhos, quando jovem, saiu de sua casa - deixando os três filhos e o marido (com intuito de voltar) - rumo a sua ascensão como cantora em Hollywood. Porém, quando ela voltou, já havia passado um bom tempo e seu marido já estava na companhia de outra mulher. Ricki passou muitos anos afastada dos  filhos até que ela foi chamada pelo seu ex-marido, para passar uns dias com a filha, que havia se divorciado - e que não queria comer, tentou suicídio e não tomava banho há dias - e por isso a rockeira volta ao convívio da sua família.
Lá ela percebe que perdeu muita coisa e por mais que ela tentasse recuperar o tempo perdid…

Persuasão de Jane Austen

Nesta semana tive a oportunidade de receber este livro por intermédio de uma amiga e quero falar um pouquinho para vocês a respeito desse romance inglês. É importante saberem que no início de Janeiro li a obra Orgulho e Preconceito que é da mesma autora e pude constar algumas diferenças entre elas. A primeira diferença é que Orgulho e Preconceito foi a primeira obra de Jane Austen, ou seja ela tinha em torno vinte anos se não me engano – não quero estar falando uma grande besteira literária aqui – e Persuasão foi a última obra da autora, ou seja, ela tinha quase quarenta anos. Orgulho e Preconceito tem todo aquele fervor de uma paixão adolescente e Persuasão tem um cenário de um amor calmo, que espera, que aguarda e que é incessante. As obras são verdadeiros reflexos da fase em que autora viveu e isso é o que torna tudo tão interessante. Persuasão tem como personagem destaque a jovem Anne Elliot. Ela tem duas irmãs Elizabeth, a irmã mais velha e Mary, a irmã mais nova. Quando elas eram…

Mês Orgulho e Preconceito

No mês de Janeiro tive o deleite de conhecer uma autora que foi inclusive, comparada com Shakespeare por alguns críticos literários. Eu estou falando de Jane Austen. E é sobre uma das obras mais famosas dela que irei falar hoje.
Com toda essa maratona de leitura que estou realizando durante as férias, tive a oportunidade de ler o livro "O diário de Bridget Jones" de Hellen Fielding, e talvez poucos saibam que, neste livro a personagem Bridget é uma grande fã da série  e do livro "Orgulho e Preconceito". E muito dizem que o livro "O diário de Bridget Jones" é uma espécie de releitura de "Orgulho e Preconceito". Sendo impulsionada por todos esses fatores, resolvi embarcar na história da família Bennet, na qual pude dar boas risadas e desfrutar de um romance que dificilmente veremos ocorrer nos dias atuais.

Orgulho e Preconceito conta a história da família Bennet. Um casal de suas cinco filhas. A protagonista da história é Elizabeth Bennet que tem …

Esperando o telefone tocar

É tão difícil quando você fica uma semana inteira ao lado do telefone fixo e com o celular na mão verificando sua caixa de e-mail. Pois bem, estou esperando um retorno a respeito de uma proposta de emprego.
As pessoas que me não me conhecem, provavelmente iriam pensar que eu era uma daquelas meninas que ficam aguardando o cara com quem saiu na semana passada ligar. Mas não é nada disso.
Sexta-feira passada minha ex-chefe me ligou me perguntando se eu gostaria de voltar para o meu emprego antigo, com um horário que se encaixa exatamente com a minha rotina. E afirmativamente eu disse "sim" e ela disse que "encaminharia os meus dados para o RH e logo entrariam em contato comigo marcando uma entrevista", e aqui estou eu, desesperadamente, ao lado do telefone, tendo crises de depressão e me sentindo um lixo de ser humano.
Eu já tinha perdido as esperanças de conseguir um emprego este ano, principalmente voltar ao meu emprego antigo. Mas aquela ligação, aquelas simples p…